Artigo

Posted by Gerenciador, With 0 Comments, Category: Cães de serviço, Cães Terapeutas, Terapia Assistida por Animais, Vídeos, Tags:, , , , , , , ,

Cães de Serviço X Cães Terapeutas: Qual é a diferença?

O Americans with Disabilities Act (ADA) define cães de serviço como qualquer cão é treinado para prestar assistência à uma pessoa com deficiência. Por exemplo, alguns cães são treinados para puxar cadeiras de rodas, outros são ensinados a alertar para os sons do telefone, temporizadores forno, despertadores, alarmes de fumaça, e até mesmo choro de um bebê. Os cães de serviço não são considerados animais de estimação.

Golden Retriever de assistência e seu dono

Golden Retriever de assistência e seu dono

Há tantos tipos diferentes de cães de assistência que pode ser confuso. Cães-guia, cães para surdos, cães de equilíbrio/apoio, cães de serviço psiquiátricos, cães de sinalizadores de convulsões, cães para alerta à diabéticos - há até mesmo cães que foram treinados para detectar amendoim para pessoas que têm alergias que colocam a vida em risco por causa do amendoim! (Por favor note que esta não é uma lista completa de todos os tipos de cães de assistência). Cada um desses cães são treinados em tarefas específicas para ajudar os seus parceiros.

Os cães de serviço

O que é um cão de serviço?

Segundo a Assistance Dogs International (ADI), entidade norte americana, o cão de serviço é "um cão que trabalha para as pessoas com deficiência. Eles são treinados para executar uma grande variedade de tarefas, incluindo mas não limitado a puxar uma cadeira de rodas, órtese, recuperação de objetos, alertar a uma crise médica e prestar assistência durante uma crise médica. "
Cães de serviço são selecionados de acordo com a sua raça e tamanho, para desempenhar funções específicas. São selecionados desde filhotes e treinados para que possam ser entregues aos seus futuros donos quando estiverem desempenhando perfeitamente suas tarefas.
Eles são cães de trabalho, não animais de estimação, e cada cão deve ser treinado para executar tarefas específicas para o seu parceiro. Sob a ADA, nos Estados Unidos, os cães de serviço têm acesso público, o que significa que podem acompanhar o seu parceiro em qualquer lugar aberto ao público em geral. Isso inclui restaurantes, cinemas, supermercados e outras empresas e entidades sem fins lucrativos. Legalmente, o acesso a locais públicos não pode ser negado a menos que o cão esteja fora de controle.
No Brasil, a lei ainda se limita aos cães-guia de cegos, estes podem frequentar locais públicos junto com os seus donos.
Um detalhe muito importante sobre os cães de serviço é que o seu trabalho requer muita concentração, portanto não se deve acariciar e nem chamar a atenção de um cão de serviço, a não ser que com consentimento e autorização do seu dono. Distrair um cão de serviço durante o seu trabalho pode causar acidentes.

Cães de Terapia

O que é um cão de terapia?

Mel, cadela terapeuta em visita ao asilo.

Mel, cadela terapeuta em visita ao asilo.

Um cão de terapia é um animal que treinado para fornecer carinho e conforto para as pessoas. Cães de terapia, muitas vezes visitam hospitais, asilos e escolas para interagir com as crianças e adultos que ali se encontram. No entanto, os cães de terapia não têm acesso público. Eles devem ser convidados a entrar em um lugar público.

Estes cães são muitas vezes são treinados para tarefas específicas e utilizados em tratamentos para a saúde física e emocional dos humanos. São utilizados em sessões de Fisioterapia por exemplo, onde os exercícios tradicionais são adaptados pelo fisioterapeuta responsável, de forma que o cão participe, incentivando o paciente tornando-se, dessa forma, um catalizador do seu tratamento.
Cães terapeutas trabalham em parceria com o seu dono/condutor, obedecendo seus comandos específicos para cada trabalho.
Ao contrário dos cães de serviço, cães terapeutas podem ser de qualquer tamanho ou raça. Podem ser selecionados depois de adultos, de acordo com as suas características. Um cão carinhoso, que se relaciona bem com outros cães, animais e pessoas, entende comandos básicos e é controlado, em tese, pode ser um cão terapeuta.
Os cães, para se tornarem terapeutas, devem sempre passar por uma avaliação comportamental de um especialista na área e ter um rígido controle de saúde para não oferecer qualquer risco aos pacientes que receberão as suas visitas.
Abaixo um vídeo sobre as sessões de Fisioterapia Assistida por Cães promovidas pelo INATAA com a fisioterapeuta Claudinéa Yamashiro, no Lar Pe Vicente Melillo:


f

Fonte: INATAA e Susquehanna Service Dogs Blog
f