Voluntariado INATAA

Voluntariado INATAA

Posted by Gerenciador, With 0 Comments, Category: INATAA, Vagas, Voluntariado, Tags:, , , , , , , , , ,

Posso ser voluntário sem cachorro?

Por Laís Milani, membro da diretoria de Terapia Assistida por Animais do INATAA
Muitas pessoas nos procuram porque acham nosso trabalho bonito e querem ajudar de alguma forma. Porém, algumas dessas pessoas não têm cachorro ou tem um cachorro que não possui perfil para o trabalho que o INATAA desenvolve, daí vem a pergunta: “Posso ser voluntário, mesmo sem cachorro?”
Claro que pode!!
o INATAA prioriza os voluntários sem cão para funções relacionadas à monitoria dos atendimentos

o INATAA prioriza os voluntários sem cão para funções relacionadas à monitoria dos atendimentos

O INATAA também busca voluntários sem cão para o trabalho, e eles são fundamentais nas nossas atividades.
Nas visitas, às vezes percebemos que alguns pacientes que não querem se aproximar dos cães, seja por medo, por não conhecê-los, por não estar se sentindo bem ou por inúmeras outras razões. Assim, temos que respeitar este paciente e não iremos nos aproximar dele com um cão. E é aí que entra o voluntário sem cão! Cabe ao voluntário sem cão realizar a aproximação com este paciente, entender o motivo pelo qual ele quer se manter afastado, explicar nosso trabalho, estabelecer um vínculo com este paciente e tentar introduzir o cão na relação para que este possa se beneficiar desta interação.
E se o assistido continuar não querendo o contato com o cão? Não tem problema! O voluntário sem cão continuará visitando-o normalmente, de forma que este não se sinta excluído da atividade realizada.
Outra situação comum é encontrar pacientes que dividem o mesmo quarto, onde um gosta de cachorro e o outro não. Nesses casos, deve-se respeitar o espaço do paciente, não entrando no quarto com o cão.
qualquer voluntario que quiser ajudar, seja com  ou sem cão, será muito bem vindo

qualquer voluntario que quiser ajudar, seja com ou sem cão, será muito bem vindo

E o paciente que esta lá e gosta de cachorro, vai ficar sem interagir com eles? Não! E é aqui que entra, novamente, o voluntário sem cão, realizando o contato com este paciente, ainda no quarto, e levando-o a outro local para interagir com o cão, de forma a que o cão não invada o espaço do paciente que não quer este contato.
No momento em que o voluntário está conduzindo um cachorro, ele tem que ficar muito atento ao cão e ao assistido, sendo necessário direcionar todo seu foco para esta relação. Enquanto que o voluntário sem cão consegue visualizar o atendimento como um todo, prestando atenção nos voluntários, pacientes e cães, de forma a melhor orientar os voluntários que estão conduzindo seus cães. Sendo assim, o INATAA prioriza os voluntários sem cão para funções relacionadas à monitoria dos atendimentos.
O trabalho com o cão exige tanta atenção do voluntário que está trabalhando que, visando manter a qualidade do nosso trabalho, o INATAA tem como regra que cada voluntário pode conduzir somente um cão por atendimento.
E os voluntários que possuem mais de um cão apto a realizar o trabalho? Não podem levar todos os cães para o atendimento?
Aí, novamente, entram os voluntários sem cão, que podem ser treinados para conduzirem cães de outros voluntários. Lembrando que é necessário que este cão seja treinado para ser conduzido por outro voluntário.
Os atendimentos realizados pelo INATAA chamam muita atenção, porém, para que estes aconteçam é necessária uma estrutura muito sólida e organizada. E este é outro foco de trabalho para um voluntário sem cão. O INATAA possui funções administrativas que são realizadas sem a necessidade do cão!
As possibilidades são muitas! E qualquer voluntario que quiser ajudar, seja com  ou sem cão, será muito bem vindo.
Mais importante que trabalhar com seu cão, é realizar o voluntariado com amor, doação e comprometimento! Para estes voluntários, a porta do INATAA estará sempre aberta!!
________________________________________________________________
Para aqueles interessados, o INATAA está com inscrições abertas para a próxima Palestra para novos Voluntários, que marca o início do treinamento de uma nova turma de voluntários trabalhando com ou sem cão. Os interessados devem enviar um email até amanhã (dia 03/05, sexta-feira) para voluntarios@inata.org.br

A palestra acontece no domingo, dia 05/05 as 9h
Clique na imagem para visualizar

Clique na imagem para visualizar