Harli, um Cão Terapeuta

Harli, um Cão Terapeuta

Posted by Gerenciador, With 0 Comments, Category: Artigos Traduzidos, Cães Terapeutas, Reportagens, Terapia Assistida por Animais, Tags:, , , , , , , ,

Para crianças hospitalizadas, este cão cura.

Texto original em inglês por Lucy Luginbill no www.tri-cityherald.com
 

Este é um conto feliz. Como olhares sérios podem se transformar em sorrisos e lágrimas em riso com um vislumbre de um rabo feliz.

"Harli está aqui" as vozes soam quando o Golden Retriever trota através do corredor da pediatria - lugar muito inesperado ver um cão a passeio. Mas Harli é um cão especial que não só traz aconchego imediato, mas a terapia para curar corações infantis ansiosos.

"As crianças que estão em um hospital sabem que às vezes é um lugar assustador", diz registrado enfermeira Diana Doolittle, que é a metade humana da equipe Partners Pet. "O objetivo é ajudá-los a passar pela sua experiência no hospital. Quando chegamos aqui, é apenas para uma visita. "

Harli, Golden Retriever terapeuta em visita às crianças hospitalizadas

O tempo junto com o cão pode reduzir a pressão arterial e freqüência cardíaca da criança - e até mesmo a percepção da dor enquanto o paciente se concentra no animal.

A partir do momento em que Harli entra na sala,  acontece uma mudança alegre da rotina diária que acompanha uma criança doente. Os jovens pacientes  podem escovar o seu pêlo longo ou assistir seus truques. Às vezes, um abraço do cão é tudo o que é necessário durante alguns minutos.

Mas uma vez, houve hesitação sobre o convite à visita de Harli.

"Uma criança de 5 anos de idade tinha sido gravemente ferida por um cão", Diana lembra sobre o pedido para contornar quarto da menina, e não entrar. "Mas, então, a mãe da criança nos viu e nos convidou para entrar", lembrando os dez minutos que eles levaram para ganhar a confiança da criança e chegar mais perto.

Era outra instância do cão gentil fazendo a diferença.

"Ao final da visita, ela estava beijando Harli no nariz", Diana relembra observar o medo da criança desaparecer ", e deu o nome de seu cachorrinho de pelúcia do psicólogo, "Harli '".

Diana e seu cão se voluntariaram para seis anos e meio do programa de Terapia Assistida por Animais no Hospital Infantil Mary Bridge em Tacoma (EUA) perto de sua casa.

Vamos todas as quintas-feiras ", diz ela da sua viagem semanal precedida por um banho com shampoo e corte de unhas, "e andamos em torno de diferentes áreas do hospital ouvindo  'Por favor, não vá embora até eu conseguir meu abraço Harli'. Ele muda o ambiente para os funcionários , ou para os pais, dando-lhes uma pausa e a oportunidade de ver a sua criança sorrir. "

Para a avó de 58 anos, é uma oportunidade de compartilhar a história de Harli de recuperação da cirurgia no joelho - e, mais recentemente, o câncer. Em um livro que ela criou para esse fim, Harli vai para o hospital, há fotos do retriever chegando na recepção, recebendo uma pulseira de identificação, um raio-X e até mesmo recebendo terapias intravenosas.

"As crianças vêem que Harli esta melhor agora, que ela corre, pula, brinca e está de volta às suas atividades normais", explica Diana sobre o impacto do conto de Harli. "Isso dá-lhes a esperança, também."

Junto com esperança e abraços é uma sensação de conforto que Diana quer que Harli traga ao coração de cada criança: "Aí vem um cão que entende"