Intervenção assistida por animais

TAA – Terapia Assistida por Animais

As chamadas Terapias Assistidas por Animais, TAAs, surgiram em 1792 na Inglaterra para o tratamento de doentes mentais em um asilo psiquiátrico em Londres. Desde essa época a atenção de estudiosos já se voltava para os benefícios da relação homem-animal. Essas terapias têm como objetivo a inserção do animal na vida de pacientes em tratamento para que ele se torne parte do processo de cura e melhora dos quadros de saúde dos assistidos. O Instituto Nacional de Ações e Terapia Assistida por Animais – INATAA trabalha com essas terapias em hospitais, clínicas, casas de repouso, creches e outros locais onde elas podem influenciar na melhoria dos tratamentos e da qualidade de vida dos humanos.

Todas as visitas são dirigidas por um ou mais profissionais do serviço de saúde com especialização em IAAs e dentro do espaço da prática de sua profissão.

As TAAs auxiliam na recuperação da saúde física, psicológica e emocional, favorecem a boa coordenação motora e o desenvolvimento da memória dos assistidos. Durante o atendimento, observa-se diminuição da frequência cardíaca e da pressão arterial, e a elevação da liberação dos hormônios relacionados ao prazer e ao bem-estar.

Nas últimas décadas, as TAAs têm chamado a atenção de profissionais de diversas áreas relacionadas à saúde, e a comunidade científica tem investido nessa modalidade de tratamento em função dos resultados positivos alcançados.

AAA – Atividade Assistida por Animais

As Atividades Assistidas por Animais, as AAAs, visam a proporcionar distração e recreação dos assistidos por meio do contato com os animais, melhora a qualidade de vida e a saúde, propicia relacionamentos, entretenimento e desperta a motivação.

As visitas têm duração de mais ou menos uma hora. Este período permite a interação com todo o grupo e não causa estresse ou cansaço excessivo aos cães.

É fácil perceber a alegria dos assistidos ao receberem a visita dos cães e dos voluntários. Muitos deles se sentem sozinhos e deprimidos, mas este quadro muda quando se estabelece a conversa, se oferece o carinho e se dá atenção. Em pouco tempo já se percebe a mudança de ânimo. Além disso, o esforço feito – mesmo pelos mais debilitados – para acariciar e brincar com os cães melhora a condição física e motora.

A AAA tem como objetivo ser uma interação lúdica e livre, os voluntários conversam com os assistidos e este convívio é muito benéfico. O principal papel do cão neste tipo de atividade é receber carinho, ser afagado, ficar no colo ou ao lado do assistido e realizar alguns truques simples.

EAA – Educação Assistida por Animais

A Educação Assistida por Animais (EAA) caracteriza-se por utilizar animais como mediadores na promoção de uma estratégia pedagógica. Essa prática pode ser inserida em diversos públicos e locais, entre eles, escolas, clínicas e hospitais. Durante as atividades observamos diversos benefícios, dentre eles, melhora de memória, concentração, entendimento, foco e segurança para desenvolver as atividades propostas, melhora da autoestima, da comunicação e diminuição da ansiedade.

Instituições atendidas e horários das visitas:

 

– Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia – Fundação Adib Jatene – Vila Mariana/SP
Pediatria e Enfermaria – Quinzenalmente às quintas-feiras, das 15h30 às 16h30. (www.dantepazzanese.org.br)

– Hospital das Clínicas – Instituto de Psiquiatria – Cerqueira César/SP
Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo e desfechos negativos relacionados ao comportamento sexual – Todas as sextas-feiras à tarde. (www.hcnet.usp.br)

– Hospital Cruz Azul de São Paulo – Cambuci/SP
Pediatria – Quinzenalmente às quintas-feiras, das 15h30 às 16h30. (www.craz.com.br)

– Associação de Assistência Social Recanto da Vovó – Cotia/SP
Terapia cognitiva com idosos – Todas as quintas-feiras, das 10h às 11h. (www.recantodavovo.org.br)

– Sociedade Beneficente “A Mão Branca” de Amparo aos Idosos
Quinzenalmente aos domingos, das 9h30 às 10h30. (www.amaobranca.org.br)

– Lar Sant’Ana – Residencial para terceira idade
Mensalmente aos domingos, das 9h30 às 10h30. (www.larsantana.com.br)

– Escola de Aplicação da Universidade de São Paulo – USP
Oficinas de leitura com cães – Terças-feiras, das 16h às 17h30.