Projetos

BEM-VINDO IBRAHIM – PROJETO ENCERRADO 

Projeto Melhor Amigo do Refugiado

O Brasil é um dos principais destinos de refugiados de guerra nas Américas, recebendo principalmente sírios, nigerianos, haitianos e angolanos. São milhares de adultos, idosos e crianças morando em abrigos da cidade, lutando, diariamente, para se adaptar a uma nova sociedade, a um novo idioma, a uma nova cultura.

Numa situação extrema como essa, toda ajuda é bem-vinda e necessária. Decidimos então conectar a razão de existir do INATAA a essa triste realidade global, lançando um atendimento pioneiro no mundo, 100% dedicado às necessidades emocionais dos refugiados. Realizamos este projeto na Casa de Passagem Terra Nova.

A psicóloga responsável pelo Inataa, Cristiane Blanco, conta como foi esta experiência.

“Estávamos todos ansiosos. No grupo de voluntários, havia um misto de ansiedade por realizar algo inovador e alegria pela possibilidade de fazer a diferença na vida de pessoas que sofreram tanto. Apesar de todas as conversas com a equipe, das horas estudando artigos sobre os atendimentos a refugiados, cultura, orientação espiritual etc., não sabíamos como seríamos recebidos. Esta é a parte complicada de fazer algo novo. Respiramos fundo e começamos a visita. Inicialmente, todos estavam tímidos, alguns receosos. De repente, as crianças quebraram as barreiras (culturais, sociais e emocionais) e começaram a interagir com os cães e os voluntários. Poucos minutos depois, a magia já acontecia: crianças afagando, escovando, passeando ou brincando com os cães!

O olhar tímido deu lugar a um largo sorriso, chegando a gargalhadas de felicidade! Com os adultos, a aproximação foi gradativa, mais lenta, mas não menos prazerosa. Muitos expressaram o primeiro sorriso ao ver seus filhos felizes interagindo com os cães; depois criaram coragem para se aproximar e até tirar fotos. Não precisamos falar a mesma língua, nem mesmo ter as mesmas crenças, o amor e carinho uniram todos, criando uma atmosfera de paz e alegria. Espero que este trabalho mostre para o mundo que é possível amar independente de cor, raça, religião ou qualquer outro critério que o ser humano tenha inventado para justificar seus preconceitos”.

José Roberto Mariano, gerente da Casa de Passagem Terra Nova, também testemunha os benefícios que pôde presenciar.

“Aqui na Casa de Passagem Terra Nova sempre temos preocupação em desenvolver atividades e procurar inovações que sejam pertinentes no atendimento às necessidades dos nossos usuários. O objetivo principal em tudo o que fazemos é deixar crianças, adultos e famílias sempre muito à vontade, respeitando o espaço e a individualidade de cada um. O atendimento com cães do INATAA teve aceitação muito boa, na verdade, surpreendente. A princípio, eu estava pensando que não teríamos participação significativa, porque reunir o grupo todo não é tão simples. Mas para minha surpresa, quarenta e um moradores participaram do encontro com os cachorros; foi melhor do que imaginamos.

Muito do sucesso da iniciativa se deu pelo envolvimento de todos os voluntários do INATAA, que conversavam com os moradores, envolvendo-os na atividade. No final da visita, as crianças, ainda sob grande emoção – algumas até chorando, porque não queriam que os cachorros fossem embora –, já perguntavam quando seria a próxima visita, o que comprova o sucesso do encontro. Fiquei satisfeito com o envolvimento dos usuários, com a dinâmica e a estratégia utilizadas pelo grupo do INATAA para romper rapidamente a apreensão inicial. O grupo já foi logo interagindo, homens, mulheres e crianças; foi muito bom e emocionante”.

AMIGO BICHO

Roda de leitura com cães

A leitura pode ser uma tarefa árdua, frustrante e embaraçosa para algumas crianças, mas que pode ser transformada em algo agradável e motivante quando elas encontram um companheiro canino carinhoso e atencioso para ouvi-las. As oficinas de leitura do Inataa na Escola de Aplicação da Universidade de São Paulo buscam estabelecer uma associação positiva ao hábito da leitura, melhorar as competências de leitura e contribuir para o enriquecimento do vocabulário e a fluência dos alunos por meio da leitura para o cão.

Além disso, a intera ção com os cães em sala de aula aproxima as crianças dos animais, criando uma oportunidade única para conscientizá-las sobre posse responsável e sobre como tratar corretamente os cães. Nosso projeto se insere em um programa regular de atividades da Escola, que convida a comunidade a oferecer atividades extracurriculares às crianças do Ensino Fundamental I.